Publicado em 06/04/2021

Saúde sexual e reprodutiva: Assinatura de um acordo de financiamento com a AFD para o projecto SANSAS

A 25 de Março de 2021, a Agência Francesa de Desenvolvimento assinou um acordo de financiamento com a ONG Solthis para o projecto SANSAS (Saúde Sexual e Reprodutiva de Adolescentes e Jovens no Senegal). Coordenado pela ONG Solthis, em consórcio com ENDA Santé, Equipop, LARTES e RAES, este projecto foi possível graças a uma contribuição financeira da União Europeia.8 milhões da AFD. A cerimónia de assinatura teve lugar na presença de Sua Excelência o Sr. Philippe Lalliot, Embaixador francês no Senegal, da Sra. Diane Jegam, Directora Adjunta da AFD, e de representantes do consórcio.

O objectivo do projecto é melhorar o acesso aos direitos de saúde sexual e reprodutiva (SDSR) dos jovens e adolescentes no Senegal através da construção de uma sociedade civil activa. O projecto irá trabalhar para expandir e adaptar melhor os cuidados e serviços de saúde sexual e reprodutiva, reforçar as competências dos profissionais de saúde, professores e pessoal educativo, pais e líderes comunitários, reduzir a discriminação e violência baseadas no género, e proporcionar às comunidades e aos decisores um conhecimento profundo para influenciar a adopção de políticas mais favoráveis aos SDSR. 

O projecto envolverá activamente os 25.000 jovens e adolescentes visados, de modo a fomentar a sua apropriação ecapacitação. Atinge também 260 profissionais de saúde, 200 trabalhadores de saúde comunitários de 30 estabelecimentos de saúde, 125 decisores políticos locais e nacionais, 920 funcionários escolares, 12.240 pais e 200 líderes comunitários, religiosos e tradicionais. 

LARTES levará a cabo vários estudos como parte de uma abordagem de investigação conduzida com os actores operacionais. Será realizado um estudo sobre os 20 municípios de intervenção, a fim de aprofundar a análise do contexto de intervenção. 

"A AFD pretende complementar as actuais intervenções no Senegal na área da saúde materna e infantil. O enfoque está na igualdade de género e no desenvolvimento de capacidades das organizações da sociedade civil, a fim de desenvolver os direitos de saúde sexual e reprodutiva e o planeamento familiar", explica Alexandre Pointier, Director da AFD em Dakar.

"Aproximar serviços de saúde de qualidade às comunidades e, especificamente, satisfazer as necessidades dos adolescentes e jovens, seja em zonas rurais ou urbanas, é um grande desafio para o Senegal. Para o conseguir, é importante contar com uma forte mobilização das comunidades e dos seus recursos - líderes comunitários, organizações de mulheres e da sociedade civil, associações de jovens, etc." . Daouda Diouf, Directora Executiva da ENDA Santé. 

Foto, da esquerda para a direita: Diane Jegam, Directora Adjunta AFD; Mbathio Diaw, Directora Executiva RAES; Sanata Diallo, Chefe de Missão Senegal Solthis; Philippe Lalliot, Embaixador de França no Senegal; Ndeye Marième Ly Diagne, Oficial de Programa Equipop; Rokhaya Cissé, Investigadora LARTES; Nguissali Turpin, Directora Adjunta ENDA Santé.

Partilhar