Publicado em 25/06/2021

Projecto FEVE na Costa do Marfim: Apoio ao tratamento do VIH para milhares de pessoas

A Costa do Marfim é um dos países da África subsaariana mais afectados pelo VIH. Para conter a epidemia e combater novas infecções, estão a ser feitos vários esforços pelo governo e organizações da sociedade civil da Costa do Marfim.

Apesar destes esforços, vários desafios continuam por enfrentar, particularmente em termos de alcançar os primeiros 90. A fim de reduzir a diferença nos cuidados com o VIH, o programa FEVE na Costa do Marfim apoia populações de difícil acesso, principalmente em Bouaké e Yamoussoukro.

Os beneficiários secundários do programa são as populações móveis e as populações transfronteiriças. Em colaboração com parceiros estratégicos e operacionais (ONG e estruturas locais de saúde), foram alcançados os seguintes resultados desde 2016

  • 35 trabalhadores da saúde e da comunidade foram reforçados em relação ao VIH e às IST, incluindo 20 educadores de pares e 15 enfermeiros e médicos;
  • 4.642 pessoas foram educadas sobre o VIH, SIDA, DSTs e SRH
  • 3.485 beneficiários puderam descobrir o seu estado de seropositividade através das estratégias avançadas e fixas.
  • 1.006 consultas para DSTs em estratégia avançada e fixa
  • Duas actividades importantes sobre a prevenção da COVID 19 permitiram a distribuição de 350 máscaras feitas à mão, três dispositivos de lavagem de mãos e garrafas de géis hidroalcoólicos a 350 pessoas em situações vulneráveis (lojistas, auxiliares de loja, motoristas) em Bouaké;

Estes resultados contribuíram grandemente para a realização dos objectivos do Plano Estratégico Nacional sobre DSTs, VIH e SIDA 2016-2020 em termos de sensibilização para as DSTs, VIH, SIDA, TB e hepatite.

Os resultados bem sucedidos foram um estímulo para a realização de inquéritos do IBBS, financiados pelo Fundo Global, entre os DU em San Pedro e nas zonas de intervenção de Yamoussoukro e Bouaké em 2018-2019. 

Partilhar
Outros artigos que lhe possam interessar