Publicado em 21/02/2020

Luta contra o VIH/SIDA: O gestor de monitorização e avaliação do projecto FEVE no Níger recebe duas distinções

Pelo seu empenho em apoiar a melhoria do sistema de saúde nigeriano, particularmente na resposta ao VIH/SIDA, Issa Karimou recebeu duas distinções honoríficas do governo nigeriano. Membro do conselho nacional de coordenação multisectorial para actividades de combate à SIDA, tuberculose e malária, o gestor do projecto FEVE no Níger recebeu um certificado honorário do Ministério da Saúde e um sinal de apreço do Gabinete do Primeiro Ministro do Níger.

Issa Karimou tem trabalhado na resposta ao VIH desde o início do programa FEVE (Frontiers and Vulnerabilities to HIV in West Africa) no Níger, em 2011.  

Financiado pelo Luxemburgo, este programa é coordenado pela Enda Santé. Centra-se na prevenção, cuidados e cooperação entre países na resposta ao VIH/SIDA entre as populações mais vulneráveis em 9 países, incluindo o Níger.  

Desde a sua primeira fase, o programa tem sido implementado com o apoio de organizações parceiras. No Níger, FEVE é liderada pela ONG SongEs, com Issa Karimou como responsável pela monitorização e avaliação. Mieux Vivre avec le Sida (MVS) e Espoir Niger são as outras duas organizações que implementam o FEVE no Níger.   

O consórcio forneceu acesso a informação e testes do VIH a mais de 9193 populações vulneráveis entre 2016 e 2019. Estas duas distinções atestam o lugar do programa na resposta nacional ao VIH.  

″ Isto mostra os esforços que têm sido feitos através do programa FEVE. Além disso, os outros actores da resposta chamam-me Issa FEVE, uma vez que em todas as minhas intervenções, apresentei o programme″ que recorda o actor comunitário.  

Issa Karimou envia uma mensagem aos outros actores na resposta: "Estamos em contacto directo com as populações-chave, cabe-nos a nós juntar os nossos esforços para disponibilizar cuidados, tratamento e sobretudo informação. As comunidades devem estar no centro da luta, mesmo nos confins do Níger, para serem a interface com as autoridades sanitárias.

Partilhar
Outros artigos que lhe possam interessar