Publicado em 30/12/2018

FEVE na Guiné Bissau: ENDA Santé como actor na resposta ao VIH

Na Guiné-Bissau, a prevalência do VIH é de 3,3% na população em geral. Na região de Tombali, na fronteira da Guiné-Conacri, a prevalência do VIH entre as mulheres grávidas é de 5,3% (INASA, 2014).

Entre 2011 e 2012, um inquérito realizado pela ENDA Santé como parte do Projecto Saúde de Género e Desenvolvimento identificou uma elevada proporção de casos de DST na área.
O inquérito mostrou que a população tinha poucos conhecimentos sobre métodos de prevenção de IST.

O projecto Frontiers and Vulnerabilities to HIV/AIDS in West Africa (FEVE) levou a cabo acções de sensibilização, consultas e tratamento de ISTs, bem como testes de VIH em Cacine.

A campanha foi levada a cabo de 23 a 25 de Fevereiro de 2018. Além disso, uma actividade conjunta entre a Guiné-Bissau e a Guiné-Conakry na região de Tombali sensibilizou mais de 1.000 pessoas. Entre elas, foram consultadas 583 pessoas e diagnosticados 293 casos de DST.

Partilhar